Abara Bizarre Filth Box

14 Nov

Abara

Decidi resenhar algumas coisas que eu ando lendo e babando em cima enquanto ouço musicas estranhas no escuro do meu quarto. Vamos começar com um mangazinho bem bizarro chamado Abara, de Tsutomu Nihei.

Sinopse:

Abara conta a história de seres chamados “Gaunas”, criaturas da escuridão que vivem de acordo com sua vontade. Comem outros de sua própria espécie e até humanos, causando muita destruição no mundo. Um selo protege os humanos da liberação dos gaunas brancos e sua total aniquilação. Os gaunas pretos fazem de tudo para proteger os homens dessa ameaça. O que irá acontecer se esse selo for rompido?

Seja bem vindo a um mundo horrorshow que parece ser um misto de futuro pós-apocalíptico do tipo Blade Runner com Revolução Industrial elevada ao cubo. As cidades são imensas e cheias de edifícios esquisitos com cabos, torres e chaminés esquisitas. Mas o mais esquisito ainda vem pela frente, pois logo você se vê dentro de um filme de horror japa dos mais bizarros.

A humanidade se vê atacada por uns seres esquisitos que parecem ter saído de algum pesadelo maluco do Clive Barker ou então de alguma viagem com drogas pesadas do próprio autor, Tsutomu Nihei, dono de um traço, ao mesmo tempo, detalhado e sujo. Os tais seres surgem como se um humano qualquer tivesse sido infectado por algum tipo de bactéria que o transforma e o induz a comer outros humanos e até outros Gaunas Brancos, que é como são chamados os tais bizarros. Existe apenas um jeito limpo e certo de derrotar estas aberrações Lovecraftianas: Os Gaunas Negros.

Gauna Negro

É uma coisa do tipo “Contrate um assassino para matar outro”, e no meio da história a situação foge do controle, o que gera um eletrochoque no leitor, acordando-o para a história, pois nessa hora ele já está em estado dormente por causa do início arrastado e com pouquíssimos diálogos que o saúda. Nihei gosta mesmo é de fazer páginas cheias de cenários desolados, carregados de luz e sombra, dando um aspecto Noir e ainda Gótico ao mangá. Também capricha nas cenas de ação com desmembramentos e mutilações em massa, pois aqui os seres humanos são gado esperando pro abate e ficam no meio da luta entre os Gaunas Brancos e Negros.

BATARU!!DORSAL PARASITE!

A história é bem bolada, com investigadores entrando num caso onde vão rezar para saírem vivos e incólumes, organizações secretas agindo no submundo da sociedade para proteger a humanidade de pesadelos vivos que cada vez mais vão devorando tudo ao redor até não restar mais nada. Voce até espera por um final nada feliz.

Resumindo, é um mangá que pode não agradar aqueles acostumados com a modinha shonen que se instala no ambiente Otaku. É mais para os aficcionados por enredo obscuro e arte original e estranha. Em mim, causou uma sensação interessante. Foi como abrir uma Caixa de Pandora e contemplar pesadelos dos mais malucos, além de dar uma vontade danada de rabiscar alguma coisa num papel. Recomendo, mesmo como curiosidade, pois não é uma das melhores coisas já feitas, mas é um exemplo de que dá pra ousar e criar coisas realmente doidas em HQs.

No mangá, publicado pela Panini há um extra intitulado Digimortal, que é o meio que um teste pro universo criado por Nihei para o Abara em si. O que eu gostei foi do visual do personagem principal, bem parecido com o do Gauna Negro, como uma fusão entre um cenobita e as criações de Shotaro Ishinomori. Beeeeem Horrorshow!! DIGIMORTALLLLLLLLLLLLLLLLLLL<<Pra ouvir escutando DEFTONES!! ^^

Anúncios

5 Respostas to “Abara Bizarre Filth Box”

  1. Reader 14 de Novembro de 2009 às 5:29 pm #

    “O que irá acontecer se esse selo for rompido?”

    R> os gaunas perderão a virgindade =D

    • jdarshcosta 15 de Novembro de 2009 às 12:38 pm #

      Caracas!! Isso dá um belo plot! huahua

  2. Marcio 16 de Novembro de 2009 às 1:37 pm #

    Excelente resenha! =]

    Já havia lido este manga de scans da internet e confesso que quando vi Abara nas banca me senti obrigado a comprá-lo. A Panini fez um trabalho decente, cuidou bem da tradução e inseriu um glossário com os termos usados na obra para ninguém se perder. Para quem não comprou, recomendo! =]

    • jdarshcosta 16 de Novembro de 2009 às 4:21 pm #

      Verdade!
      Fiquei tão impressionado que deu vontade de escrever sobre…
      Espero que a Panini traga outras obras do Tsutomu Nihei, tais como Blame! e Noise. O cara é fera!!^^

      • joao 5 de Setembro de 2010 às 11:49 pm #

        cara!! excelente! adoro abara! amo muiiito!! e concordo muiito quando vc diz que é pra ler ouvindo deftono! pq é o que eu fiz!! sério! coincidencia né! deftones+abara=sucesso total!!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: